TRUMP(A)

SÓCRATES VAIADO

As tais forças conspirativas continuam à solta. Não há memória de alguma vez terem sido tão persistentes como no reinado deste governo
[isto não é coisa que se faça ao presidente do conselho. Os alunos deviam ser mais respeitadores -- e os professores, incitar menos os alunos a estes desrespeitos]:

Notícia Correio da Manhã:
Centenas de alunos insultaram o primeiro-ministro na escola António Arroio, em Lisboa. Os estudantes acusaram o Governo de "Fascismo". De acordo com a SIC, a manifestação aconteceu perto das 13h00.

O primeiro-ministro, José Sócrates e a ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues e o ministro das Finanças, Teixeira dos Santos visitaram esta manhã a escola António Arroio, uma instituição vocacionada para o ensino artístico, com o objectivo de assinarem protocolos de requalificação daquele estabelecimento. No entanto, centenas de estudantes insultaram o Governo, transformando este protesto um dos maiores nos últimos anos.

Os estudantes vaiaram em coro o Governo, dizendo 'Governo fascista é a morte do artista'. Os governantes acabaram por abandonar a escola António Arroio através de uma saída alternativa.
escrito por ai.valhamedeus e Jerónimo Costa

6 comentário(s). Ler/reagir:

vitor m disse...

Wow!
A ver se o PM, o MF e a ME se refugiam nos gabinetes e deixam o povo em paz. Cambada de propagandistas...
A seguir virão dizer que foi tudo a mando de Moscovo, perdão, dos sindicatos e/ou dos professores... Sei lá, alguém terá sido o incitador, que ao povo não é reconhecida a capacidade de pensar e agir autonomamente.

toino do campo disse...

Ó vitor m, o povo não pensa autonomamente?! Ai não, não pensa, não. Ainda ontem, na Sic Notícias, um comentador de barbas sábias (próximo) do PS, de seu nome Vitor Ramalho, falava de um tal Eurojust dizendo que os portugueses sabiam bem que... e lá avançou uma teoria sobre a não demissão de um tal Mota. Nada que o povo português não soubesse...

Portanto, se até o Ramalho acha, carago!...

Anónimo disse...

Desde quando é que chamar "fascista" ao presidente do conselho é um insulto.
Isso só envaidece a criatura e convence-se mesmo que é melhor que Salazar.

jcosta disse...

Ficou tão envaidecido - e para que a vaidade não se pressentisse -, abandonou a António Arroio, que por sinal era engenheiro à séria, pela porta dos fundos. Dia após dia, meticulosamente, o presidente do conselho armani vai ficando cada vez mais parecido com o "botas", o "sound bite" que os alunos lhe gritaram encosta bem nas suas "práticas" democráticas e as últimas sondagens também!

Viseense nada armani disse...

Pela porta dos fundos saiu também em Viseu, há tempos. Pelas traseiras.

Anónimo disse...

Mas sempre com um sorriso de orelha a orelha.

Dá pena ver tanto descaramento e insensibilidade.

Este é dos tais que, desde que pôs as palas, perdeu olhos, nariz, ouvidos, paladar e sensibilidade.

Faz-me lembrar a râ (ou será o sapo) ainda o hei-de ver a rebentar