TRUMP(A)

AVIVAR A MEMÓRIA [5]

Há bué de exemplos destes, ao longo da desgovernação deste desgoverno. Este foi um governo anunciante... Mais que menos baralhado... Ouvem-se os anúncios, depois, vai-se a ver e... é o dobro... mais o triplo... do dobro que duplica... É uma coisa do outro mundo!...



Até o insuspeitável Público, no Sobe e desce de 19 de julho passado, comentava/perguntava (negrito meu):
Abriu a campanha eleitoral, o que significa que começou o concurso de promessas. José Sócrates prometeu ontem um novo subsídio para famílias mais necessitadas se ganhar as eleições. Com tantas promessas não cumpridas é importante ser claro: trata-se de um novo subsídio ou é o prolongamento do Rendimento Social de Inserção?
escrito por ai.valhamedeus

5 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

Uma dúvida sempre se me coloca quando penso em eleiçoes, não entregamos o poder ao PS, não entregamos o poder ao PSD, entregamos a quem? será que temos quem? os pequenos partidos politicos estão preparados para governar?

jcosta disse...

Assusta-me sempre o argumento da "preparação" como se a dita fosse, assim, a modos de dizer, uma espécie de salvo conduto para o êxito. Os que, pelo que se tem visto (ps e psd), respiram "preparação", seja lá o que isso for, além de livre trânsito para a (auto)governança, tem servido para quê?
Confiem na imaginação e na "bondade" dos pequenos. Os que tudo têm tido, nem imaginação têm, porque de maldade, estamos conversados.

o primo disse...

É o caga milhões no seu melhor

Se em 2005 prometeu amendoins para todos
em 2009 vai prometer mel a correr pelas montanhas

Mais importante que isso

Como não tem trabalho para dar

(um verdadeiro político prometeria trabalho para todos)

promete subsídios

Mas reparem que o caga milhões não vai ao bolso dele buscar as patacas

Vai ao nosso bolso buscar os poucos euros que temos

Caridade com o dinheiro dos outros

Grandes farsantes
Neste momento também só enganam quem se deixar enganar

O xerife de Nothingam disse...

Já ninguém pára o Pinóquio

Nem os pobres dos assessores já têm mão nele.

Atira para o ar a ideia de um novo subsídio e descontrola-se. O resto vem ao correr da pena...
Subsídio igual ao salário mínimo, nem mais nem menos.

Os parvos perguntam:
-Vale a pena trabalhar?

O Guterres, que era o Guterres, homem crente e temente a Deus, morre de inveja por não ter tido uma ideia destas.

E estamos em crise
Uma coisa é certa... para os ricos já ele deu milhões e milhões de euros.

Para os pobres só lhes tirou o pouco que já tinha e pô-los a pagar mais impostos.

Cá, na Floresta, um Robim Wood está a fazer muita falta

Anónimo disse...

Não sei o que é mais triste: se é a tarantice atabalhoada de todos a quererem dar a "boa nova", se a mentira descarada do sucesso dos cursos profissionais. Toda a gente sabe que as escolas foram industriadas para passarem os alunos a todo o custo. A uma colega de Matemática foi-lhe dito que tinha de passar mais alunos, pois precisavam da turma no ano seguinte. Felizmente para ela, veio a reforma pouco depois.
A bolsa, que nos sai do bolso, é para manter na escola alunos que não estudam e nem trabalham. Claro que há algumas e honrosas excepções.