TRUMP(A)

OS DINOSSAUROS AUTÁRQUICOS

Diz o DN que só 29 presidentes de Câmara não se recandidatam. Impressionante. Ontem, na RTP, foram entrevistados vários presidentes de Câmara que o são há dezenas de anos. Face à impossibilidade de se poderem recandidatar nas próximas eleições, daqui a quatro anos, nenhum admitiu que tal impossibilidade era correcta. E há gente daquela que lá está há mais de vinte anos.

Esta gente pensa-se imprescindível e insubstituível. Julgam que a sua “importância” deriva deles e não do cargo que ocupam. Ponham os olhos no vaidoso do Fernando Gomes que pensava que o seu regresso à Câmara do Porto estava assegurado. Vamos ver o que acontece ao Narciso Miranda... Mas uma coisa é certa: só pelas respostas que deram nas entrevistas deveriam ir à vida.

escrito por Carlos M. E. Lopes

1 comentário(s). Ler/reagir:

J Alberto disse...

O presidente da Câmara da Covilhã já nem ele mesmo sabe há quantos anos lá está. Mas como é muito humilde e não está lá por questões de poder, decidiu fazer um referendo «sui generis»: os seus lacaios, perdão, empregados, correligionários, súbditos, organizaram um almoço com o objectivo de juntar umas massas e assim «obrigar» sua excelência a candidatar-se de novo, porque sem ele... o Concelho desapareceria. Com esse conselho, pobre concelho.