TRUMP(A)

O PSD DEIXOU-SE CAIR

O PSD alterou a sua posição relativamente ao actual modelo de avaliação. Exigia a sua suspensão, passou a pedir a sua substituição.

Não me surpreende a mudança: ela com-prova, mais uma vez, 2 "coisas":
a) que o PSD, particularmente na pessoa da sua chefe, tem andado pr'aí à deriva, a defender qualquer coisa ou o contrário, de acordo com o que parece mais conveniente no momento;

b) que a "política" do pê-èsse é a "política" do psd
[que o psd poria em prática, se estivesse no poder e pudesse].
Só me surpreende a coerência do CDS, que reprova a mudança do psd e mantém as posições que defendeu nos últimos tempos.


Como diria o outro -- sinais dos tempos!...

escrito por ai.valhamedeus

4 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

Chegou a hora da verdade, convençam-se temos que ser avaliados!!!!!!!!! e se não temos melhores ideias temos que seguir a ideia de alguém......

Anónimo disse...

Meu caro,
Tenho a frágil convicção de que o rótulo de professor lhe cabe pelo exterior e, quando muito, vagueia na espuma da profissão.

Então, nesta fase do campeonato, ainda não percebeu que esta avaliação-embuste não serve rigorosamente para nada a não ser para travar uns tantos, que serão certamente uns milhares, num estratégico lugar (eventualmente no meio da carreira) de onde dificilmente sairão? Mesmo um professor, com alguns neurónios de baixa, já entendeu que este modelo não funciona e tudo o que se fez com o seu suporte ou não tem qualidade ou é de qualidade duvidosa. O que até agora se fez, em matéria de educação, patrocionado pelo antigo e pelo actual presidente do conselho, é um completo desastre, desacreditando os professores e a escola pública.
Pelo menos, com a anterior avaliação - que os socratinos não se cansam de negar - não se cometiam as infames arbitrariedades e injustiças que esta avaliação do faz-de-conta já provocou.

Não me espanta que o psd tenha dado a cambalhota. Muitas das socratinas decisões políticas, que tiveram o condão de provocar o pânico no psd, despovoando-o, eram tudo quanto este partido há muito desejava implementar.
É lamentável que o psd dê o seu aval a uma campanha de descrédito e de ódio que tem procurado implodir, de uma só vez, a escola pública, o ensino e os seus principais artífices: os professores.
Surpreendentemente, ou talvez não, a escola pública tem mais um coveiro no activo. Saberemos ler nas entrelinhas, dando, quando for oportuno, caminho seguro às nossas escolhas.

Anónimo disse...

Arranjem um modelo bom....não ser avaliado é que não serve ninguém, dizer não sem alternativa não serve de nada, os tempos são outros

Anónimo disse...

Ou, de forma mais poética, como há dias referiu, ironizando, o teu chefe: "são tempos outros". Lembro-me do Vale e Azevedo, ainda presidente do Benfica, e já sobejamente conhecido como mentiroso compulsivo e refinado vigarista, ter a apoiá-lo uma legião de fãs ululantes que radicalmente o defendiam e vitoriavam; Não lhe faltavam então os amigos. Perdeu as eleições, foi preso, julgado e condenado [em tempos em que a justiça funcionava minimammente] e poucos, certamente, se reconhecerão, hoje, como seus seguidores. Só uma miopia galopante pode impedir que tantos descubram que o presidente do conselho não tem estatura nem carácter para ser um homem de Estado. A avaliação é um pormenor; o pormaior reside na delapidação dos dinheiros públicos, na destruição da justiça, do SNS e do ensino público.Quando vos aliviarem das cataratas, pouco haverá para ver e aí será um pouco tarde...