TRUMP(A)

MÚSICA PARA O FIM DE SEMANA - oratória de natal

Michel CorbozHoje, às 21:00 no Grande Auditório da Gulbenkian e com direcção de Michel Corboz, poderá ouvir-se a última interpretação da Oratória de Natal de J. S. Bach.

Escrita em 1734, esta Oratória é composta por um número significativo de extractos de outras obras
[trata-se, portanto, de "paródias"],
sem que isso implique falta de unidade; ao contrário, a obra é uma unidade irrepreensível, tanto musicalmente como no texto
[extractos dos Evangelhos segundo São Lucas, São João e São Mateus, entremeados com meditações poéticas de Picander].
A entrada
[rapinada à Cantata BWV 214]
anuncia a sumptuosidade sagrada e a exaltação hínica de toda a obra:


A Oratória de Natal, BWV 248
[em 2 cds, com interpretação de Vienna Concentus Musicus dirigidos por Nikolaus Harnoncourt]
está aqui (1ª parte) e aqui (2ª parte).

escrito por ai.valhamedeus

0 comentário(s). Ler/reagir: