TRUMP(A)

UMA ROMÉNIA DE SONS

Quer se goste ou não, parece ser consensual que o ai.valhamedeus nos dá sempre boa música para alegrarmos o nosso fim-de-semana. Pois nem só de pão, e outras coisas, vive o Homem.

Também porque a globalização e a emigração não são tão só nefandas, e porque há mais música clássica para além da de Bach
(ih! ih! ih! Esta foi baixa!),
de quem eu gosto muito, de resto, e em cuja cidade natal, Leipzig, já estive 2 vezes, tendo assistido a vários concertos de música sua, naturalmente, quase todos os dias, venho por este meio sugerir ao ai.valhamedeus a música tocada no dia 1 de Dezembro do ano passado, na Casa da Música do Porto, pelo violinista russo Alexander Scherbakov e a pianista romena Madalina Slav, numa iniciativa do Instituto Cultural Romeno. O recital integrado na Temporada Musical Romena em Portugal incluiu a Sonata para violino e piano N.2, Op.6 (1899), de George Enescu, a Sonata para violino e piano N.2, Op.94 (1944), de Sergei Prokofiev, bem como a Fantasia para violino sobre Porgy and Bess (1997), de Alexander Courage.

Se, e quando lhe aprouver, todas de uma só vez ou faseadamente!

Danke! Ou melhor, Merci, que também em romeno se diz. Rima e é verdade. Perguntem ao romeno/à romena mais perto de vós!

escrito por Gabriela Correia, Faro

2 comentário(s). Ler/reagir:

Ai meu Deus disse...

Tomei nota. Da sugestão musical/do evento. E do convite. Deixo a promessa (de tentar).

Antes disso (peço desculpa, mas tem que ser antes), quero homenagear a cantora latino-americana Lhasa de Sela, falecida recentemente, aos 37 anos.

O seu a seu tempo...

Anónimo disse...

OK. Por quem sedes!
Também registei esse óbito com grande pesar. E, ainda para mais, tão fora de tempo.
Gabriela