TRUMP(A)

SINAIS DE FOGO

Campanha antifumo associa cigarro a sexo oral


A controvérsia tomou conta da França. Desde Segunda-feira que estão a ser divulgadas imagens antifumo que prometem acesa polémica. Se o objectivo era combater a indiferença em torno do vício do tabaco, bem se pode concluir que ele foi parcialmente conseguido, muito embora a discussão se detenha sobre a oportunidade, eficácia ou despropósito das imagens. Os autores pretendiam veicular a mensagem de que “fumar significa ser um escravo do tabaco”, mas os primeiros efeitos apontam no sentido de que tais imagens tratam o abuso sexual como algo trivial, ou de modo mais elementar apontam o facto de que o sexo oral não provoca cancro. Sinais dos tempos ou para quem tiver imaginação”sinais de fogo”, sendo indiferente a posição de qualquer deles.

escrito por Jerónimo Costa

5 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

Não é preciso ter muita imaginação para ver o que significa... as intenções, não basta serem boas, têm de o parecer...
Como diria o Sartre somos totalmente livres e tudo nos é permitido. Só que acrescentava que éramos totalmente responsáveis pelos nossos actos... ao contrário do que se tornou prática na actualidade.
A ser assim, não nos podemos escandalizar com a pedofilia, pederastia e outros comportamentos afins... sugeridos e de certa forma "tolerados" por comportamentos destes...
Viva a democracia, a liberdade criativa e outras coisas que tais...
de certo modo, a indolência da contemporaneidade é promotora do slogan "Quanto pior, melhor".

Anónimo disse...

A foto não é brilhante não senhor, mas daí a comentários como se sexo oral fosse algo de pecaminhoso, imoral ou menos bom. O sexo oral é bom para quem gosta para quem nao gosta é péssimo como qualquer outro sexo

CondeMontanellas disse...

Se os cientistas gauleses o afirmam, é porque assim é.

Por isso, amigo e companheiro Jerónimo Costa, vacina-te.

Carlos Pires disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlos Pires disse...

Algumas pessoas consideram que a ambiguidade das mensagens é um sinal da sua riqueza intelectual: quantos mais sentidos mais interessante e profundo, julgam. Dizer com clareza o que se pensa é considerado superficial e desinteressante. Na filosofia, tanto em Portugal como na França, há muita gente a pensar desse modo.
Estas imagens mostram que as mensagens ambíguas, além de confusas e pouco rigorosas, não são eficazes em termos comunicacionais, pois a propósito delas pode-se dizer tudo e mais alguma coisa, incluindo coisas opostas.