TRUMP(A)

O CARINHO PELO MAGALHÃES

Magalhães

As auditorias sobre o Magalhães não param. Nem param de parar sempre nos meus sítios: se o negócio foi limpo ou sabujo; se a máquina merece ou não o "especial carinho" que Mário Lino por ele nutre;... Tudo questões iniludíveis, sem dúvida. Mas falta um aspecto, se não o mais importante, importantíssimo: o impacto "pedagógico" da iniciativa e-escolinhas justifica o dinheiro que na mesma foi investido?
[o conhecimento que tenho leva-me a concluir que não: não há iniciativa escolar que produza resultados verdadeiramente eficazes se os professores não forem implicados. E a impressão que tenho é a de que, neste caso, não foram. Mas posso estar enganado...].
escrito por ai.valhamedeus

1 comentário(s). Ler/reagir:

Arestas disse...

Realmente é lamentável que tão minorca máquina não sirva para nada a não ser para a canalhada dar ao dedo nos jogos. Isto nos intervalos das aulas e em casa porque nas aulas nem pensar em utilizá-lo. Não seu porquê! Suponho que da parte dos profs a vontade será pouca e quantos deles nem sequer sabem para que serve. É triste! É Portugal!