TRUMP(A)

de faxina - 18. PASSE AO UBUNTU!

Já tenho deixado aqui várias referências à distribuição Linux mais na berra e mais ganhadora de testes: o Ubuntu. Volto a ele, porque com a última versão
[sai uma nova cada semestre; o ano e o semestre é indicado pelo número da versão: por exemplo, a última é de 2010/Abril, ou seja, 10.04; em Outubro, sairá a 10.10]
ficou a funcionar perfeitamente no portátil
[tinha-o apenas no computador de secretária]
e porque quero incentivar os meus leitores a experimentá-lo.

O Ubuntu tem, sobre o Windows, várias vantagens: é inteiramente grátis, instala-se mais rapidamente
[é certo que o Windows 7 reduziu muito o tempo de instalação do sistema da Microsoft; mas, passados cerca de 10 minutos após o início da instalação do Ubuntu, tem instalados o sistema operativo e uma série de programas para as tarefas habituais: os vários programas (Open)Office, tratamento de imagens, comunicação na Internet, correio electrónico, etc., etc.. Tudo inteiramente grátis],
executa-se mais rapidamente, é bastante menos exigente em equipamento...
[não estando convencido, leia 13 motivos pelos quais o linux deveria estar em seu desktop].
Instalá-lo é extremamente simples. Mesmo assim, receia a instalação? Então, experimente-o, através de um cd ou uma pen: nenhuma alteração será feita no disco duro.
  1. Aqui tem um bom guia sobre como colocar uma distribuição Live de Linux na sua pen. Descarregue o ficheiro ubuntu-10.04-desktop-i386.iso daqui. Depois use o guia atrás referido; na opção Escolher a fonte da sua distribuição Linux preferida (.ISO, CD ou Internet), escolha o ficheiro descarregado
    [pode ser que este guia também ajude: 3 maneiras de instalar o Ubuntu através de uma pen USB]
    Concluída a instalação, é só configurar o computador para arrancar pela pen e, tendo escolhido a opção de experimentar, pode fazer tudo o que fará quando tiver o sistema instalado no disco
    [embora neste último caso seja, obviamente, mais rápido].
  2. ...E experimente! Desorientado? Descarregue as 109 páginas deste Guia do Iniciante e trabalhe, jogue,... verifique a troca do Windows pelo Ubuntu vale a pena
    [este guia também trata do tema da instalação para experimentar e da definitiva; portanto, se ainda não realizou o que sugiro no ponto 1, aproveite-o...]
  3. Se entretanto se convenceu a instalá-lo no disco, aqui tem um bom guia sobre como o fazer
    [não precisa de desistir do Windows: pode manter os 2 sistemas e decidir por um deles, de cada vez que arranca].
    Permito-me chamar a atenção para estes aspectos que nem sempre são referidos nos guias: desfragmente o disco antes da instalação; crie uma partição prévia
    [embora não seja necessário, porque isso pode ser feito durante a instalação pelo próprio Ubuntu, eu acho preferível esta opção].
escrito por ai.valhamedeus

3 comentário(s). Ler/reagir:

Luís disse...

[sai uma nova cada semestre; o ano e o semestre é indicado pelo número da versão: por exemplo, a última é de 2010/Abril, ou seja, 10.04; em Outubro, sairá a 10.08]

talvez se chame 10.10

Ai meu Deus disse...

Claro! ;-)

Gracias pelo reparo. Vou corrigir...

Sérgio disse...

Eu sou um adepto incondicional de ubuntu, o meu computador principal de trabalho tem apenas o ubuntu instalado.
Uma pequena comparação da minha experiência entre windows 7 (pode-se dizer ?) e o ubuntu, quando me iniciei no ubuntu não consegui na instalação colocar o driver de som, mas fui visitar o fórum e logo encontrei como resolver o problema com descrições passo a passo fáceis de usar, e assim tudo ficou impecável, à alguns dias atrás coloquei o windows 7 num PC e não consegui colocar o driver de rede, e até hoje ainda não consegui resolver o problema, e as opções mais prováveis são de usar um windows mais antigo.
O meu próximo passo será pegar num velho PC que tenho na prateleira e que seria para deitar para a reciclagem, como já aconteceu no passado, e vou colocar-lhe o xubuntu que é a versão mais leve do ubuntu e usá-lo como suplente.