TRUMP(A)

LÁ COMO CÁ...

Zapatero

A primeira página do El Pais de hoje traz uma afirmação de Zapatero assaz curiosa. Diz-se que
"o interesse de Espanha está acima do interesse do partido".
Não é a primeira vez que leio uma coisa destas. Pensava eu que o interesse do partido
(de qualquer partido)
fosse sempre o interesse do país
(de qualquer país)
e, por isso, nunca haveria conflito de interesses. Mas não. As coisas não são asim. O partido tem interesses que não coincidem com os interesses do país. Mais. Se não fosse a crise financeira e económica existente, o Sr. Zapatero continuaria, cantando e rindo, a defender os interesses do partido, borrifando-se para os interesses do país. O que dirá o nosso homem, que tudo prevê, tudo acautela?

Já o Sr. Presidente da República aprova o casamento homossexual para não desviar a atenção dos portugueses dos verdadeiros problemas, como se a aprovação da lei sobre o casamento dos homossexuais não fosse, também ela, uma questão importante e fundamental. E mais: que atitude tomou o país depois da aprovação dessa lei? Começou a discutir a situação económica do país? O Sr. Presidente deveria saber que quem está preocupado com a nossa situação financeira é a Srª Merkle e o Sr. Sakorzy. E eles não se "distraiem" com estas questões.

A seguir o raciocínio do Sr. Presidente, pode a Assembleia da República aprovar o que lhe aprouver que o homem nada diz, preocupado, como está, com a situação financeira e económica do país... ou estará antes preocupado com a sua reeleição?

escrito por Carlos M. E. Lopes

1 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

Com a sua reeleição, naturalmente. Tem dúvidas?
Aquilo é bom: rica vida, viagens, protagonismo. Jornais e revistas a darem conta das mesmas. Em suma, o que não tem interesse para a vida do cidadão que paga aquilo tudo.
Gabriela