TRUMP(A)

MANUEL TEIXEIRA GOMES

Em relação a Manuel Teixeira Gomes, volta e meia fala-se do mesmo: a sua possível homossexualidade, pederastia e/ou pedofilia. Como o tema é inesgotável
(por não haver provas),
voltamos sempre ao mesmo. Agora, na Revista do Diário de Notícias.

O engraçado é que alguns
(entre eles um amigo meu)
acham que não é, porque no fundo liga a homossexualidade a doença; outros, porque sim. Mas eu pergunto: essa é uma questão assim tão importante quanto isso? No tempo dele, sim. António Botto, Òscar Wilde, etc. Mas agora? E se lêssemos Gente Singular, Maria Adelaide, as Novelas Eróticas, etc., não seria mais vantajoso? Manuel Teixeira Gomes é um excelente escritor, de uma elegância assombrosa.

escrito por Carlos M. E. Lopes

9 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

Pedofilo, é ponto assente

Teimoso, também

E foi tão teimoso, tão teimoso que disse que havia de casar com a mãe das suas filhas,

(criadita lá em casa)

que,

não casou mesmo

E depois foi auro-exilar-se em Oran na Argélia.
Aqui já ninguém ligava importância a este ex-seminarista do Seminário de Coimbra.

Este tanbém fazia parte da fina flor do entulho daquela época

Manel de Alvor

Anónimo disse...

Corrigenda:

Onde se lê:
"que disse que havia de casar"

deverá ler-se:

... que NÂO havia de casar ....

Manel de Alvor

Anónimo disse...

E você, Manel de Alvor, que bem podia ser dos Anzóis, pertence a que fina flor?

Anónimo disse...

Fácil intuir.

Só vc que é curto de vistas não percebeu que eu sou casado

casado com homem

Isto sim, é pertencer â fina flor do entulho

Anónimo disse...

Bem me pareceu.
Mas enquanto Manuel teixeira Gomes foi "homem de sabedura" e Presidente da República, você produziu o quê?
Dislates

Anónimo disse...

Para além de ter elevado a Vila de Portimão a cidade e de gerir e mal, os prórios negócios de frutos secos, diga-me lá, o que é que o pedófilo fez mais!!!

Ah, tá bem auto-exilou-se, quer dizer fugiu para Argélia, s que ainda não havia a rádio argel para dizer disparates como o pateta

Manel de Alvor

Anónimo disse...

E você, homem perfeito, o que já fez na vida digno de ser assinalado?
Ele, pelo menos, escreveu, e bem.

Anónimo disse...

Realmente o pedófilo de caneta na mão era um artista e de uma elegância assombrosa a manejar o pincel

Anónimo disse...

Ó Anónimo último!
Que deselegância.