TRUMP(A)

BUDDY RICH

Hoje, como habitualmente, perdi a abertura
[e o meio e o final]
dos telejornais. Não são precisos grandes dotes adivinhatórios para apostar que, hoje, a notícia de abertura foi a frustração desses meninos que andaram a apostar na organização ibérica de um festival qualquer de futebol
[surpreende-me, cada vez menos, que, em tempos de crise, não falte dinheiro para algumas coisas. Mas, adiante!].
À fava
[os meus alunos dizem que não se pode dizer à merda!, portanto eu não digo],
essa gente do futebol! Para que conste, só ganhei: deliciei-me, num programa da Mezzo, com Buddy Rich, considerado por muitos o melhor baterista de todos os tempos. Eu, confesso, não conheço melhor. Confirmem, a partir deste extracto do programa
[atenção! o programa repete: procurem na programação do canal]:

escrito por ai.valhamedeus

0 comentário(s). Ler/reagir: