TRUMP(A)

irreal quotidiano 13. EM BOA COMPANHIA

(do quotidiano de uma república com 100 anos)

-- ...

-- Ó rapariga, vê lá se arranjas uma companhia... Ainda estás a tempo de arranjar uma companhia, mulher! E sempre é outra coisa...

Ela levantou o braço direito, agitou repetidamente a mão como quem espanta más ideias:

-- Ó minha senhora, a minha companhia é Nossa Senhora de Fátima! P'ra mim só há uma companhia, minha senhora: é a Senhora de Fátima.

escrito por ai.valhamedeus

0 comentário(s). Ler/reagir: