TRUMP(A)

SÓCRATES E LENINE

Ana Benavente tem dias que vem à liça e aparece.

Quase sempre, desde que a margem é o seu caminho, acerta em cheio no líder que aprisionou o seu partido. Vão longe os pecados do eduquês que - enquanto secretária de estado-, patrocinou; os 7 mortais, que agora reconhece na sua agremiação, são mais do que suficientes para que, dentro e fora do evolutivo pântano socratino, mil vozes se levantem e outras tantas se insurjam de todos os pontos cardeais. O “Público” dá-lhe palco aqui...

...e o “ai Jesus” é capaz de a absolver por essas tolas maroteiras do passado.

escrito por Jerónimo Costa

0 comentário(s). Ler/reagir: