TRUMP(A)

OS FINGIMENTOS DO GOVERNO PÊ-ÈSSE

Já o escrevi aqui várias vezes -- uma das constantes do governo do pê-èsse
[das actual e da anterior versões socretinas]
é tentar ocultar o carácter economicista das medidas que tomam justificando-as com os grandes princípios sociais e da justiça apregoados, à frei-tomás, pelo pê-èsse. Mas, quando o furor das contrariedades lhes liberta o subconsciente, salta-lhes à boca toda a verdade:
  1. o último exemplo: as propagandeadas reformas do ensino básico eram justificadas como medidas no sentido de "uma maior eficácia e produtividade".

    Mas, agora que a oposição aprovou a suspensão do decreto do Governo, aí está a ministra Alçada a gritar que "Se estas medidas fossem suspensas, haveria em 2011 um acréscimo da despesa de cerca de 43 milhões de euros e um acréscimo de despesa de 120 milhões de euros em 2012".

    Caiu-lhes a máscara, mais uma vez.
escrito por ai.valhamedeus

0 comentário(s). Ler/reagir: