TRUMP(A)

A CASSETE

Pelos oulidos, Ramalho Eanes foi ouvisto em entrevista televisiva.

Esperam-se, de um entrevistado assim, ideias novas, originais
[não digo todas-todas, mas uma ou outra]:
não sendo assim, como se percebe a perda de tempo e dinheiro que alimenta tais entrevistas?

Pelos oulidos, Ramalho Eanes foi originalíssimo. Em síntese: que o país não vai lá sem um "governo de salvação nacional"
[um governo que englobasse todos os partidos, ouvi na síntese radiofónica].
Nunca tinha ouvido proposta tão rica em novidades. Nem Mário Soares se tinha lembrado disso, nem os patrões querem tal coisa. Acho que nem o próprio Bagão Félix tinha ainda chegado lá. Talvez até nem os próprios gajos do FMI
[que, agora, ninguém gosta de chamar FMI].
Em suma, ninguém.

Quem será o próximo entrevistado?

escrito por ai.valhamedeus

0 comentário(s). Ler/reagir: