TRUMP(A)

MÚSICA PARA O FIM DE SEMANA - geri alien


Timeless Portraits and Dreams
Geri Allen
Telarc/Andante
[está aqui
ou, com mais qualidade, aqui: parte 1; parte 2]

Na actual do Expresso de 23 de Dezembro de 2006, o crítico Raul Vaz Bernardo atribuía 4 estrelas a este disco (desse mesmo ano de 2006) e justificava-as nestes termos:
HÁ DOIS ANOS, a pianista Geri Allen já tinha apresentado na mesma editora Life of a Song, um belo CD em trio com Dave Holland e Jack DeJohnette. Desta vez, a artista optou por uma obra que reflectisse a globalidade da sua vivência afro-americana. Daqui partiu para a conexão entre a intensidade dos espirituais, blues, corais e jazz, talvez inspirada pela obra da lendária Mary Lou Williams, numa homenagem às grandes figuras da cultura negra (Portraits) e às esperanças dos afro-americanos (Dreams). Realizou esta bela e diversificada obra em que não se confina aos seus grandes atributos de pianista post-bop. Neste campo toca brilhantemente nas duas versões de «Portrait and Dreams», nos blues «Nearly» e «Our Lady», em «Ah-Leu-Cah» e «In Real Time», e nos solos introspetivos de «Oh Freedom» e «La Strada». É na área mais dilatada da música coral que descobrimos a outra faceta da arte de Allen. Atinge o sublime em «Timeless Portraits and Dreams», com a voz de Carmen Lundy e o Women of the Atlanta Jazz Chorus. Só esta peça — com as vozes e a delicadeza das notas de piano de Geri Allen — vale todo o CD.

Um dos temas é Ah-Leu-Cha:


escrito por ai.valhamedeus

0 comentário(s). Ler/reagir: