TRUMP(A)

LIVRE NÃO SOU


Livre não sou, que nem a própria vida
Mo consente
assim começa um poema de MIGUEL TORGA, para o qual O meu baú propõe uma análise filosófica, na perspetiva da liberdade (e do programa de Filosofia do 10º  :ano).

escrito por ai.valhamedeus

0 comentário(s). Ler/reagir: