TRUMP(A)

VILLA-LOBOS

Hoje é aniversário de Heitor Villa-Lobos. O meu Baú festeja-o, recordando trechos conhecidos das suas Bachianas nº 5 e nº2, bem como o seu Choros nº 5 (A alma brasileira).

Aqui, proponho uma outra interpretação do trecho mais conhecido da referida Bachiana (do grande jovem maestro Dudamel):


...tal como uma outra versão do Trenzinho do Caipira (nos instrumentos do Quinteto Villa-Lobos):


...e o magistral Choros nº 10:




escrito por ai.valhamedeus

2 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

Amei ouvir, já que estamos a falar do brasileiro Heitor Villas-Boas.
Será que estaremos a salvo do Mal, enquanto tivermos arte desta?
Um hino à condição humana, independentemente do género. Ou sexo, se quiserem.
Bem-haja, Ai meu Deus!
Gabriela

Anónimo disse...

"A música é a arte mais sublimante";
"O canto mais profundo da alma humana é a música" Eduardo Lourenço

Gabriela