TRUMP(A)

SER E APARECER

Cada um é seus caminhos.
Onde Sancho vê moinhos
D. Quixote vê gigantes. 
Vê moinhos? São moinhos.
Vê gigantes? São gigantes.
Partindo de um poema de António Gedeão (que termina com estes versos), O meu baú propõe uma reflexão sobre o relativismo. No texto Ser e (a)parecer.

escrito por ai.valhamedeus

5 comentário(s). Ler/reagir:

Ilda Ribeiro disse...

O relativo do relativismo
O Sol sempre girou em volta da Terra (mas durante muito tempo pensou-se o contrário)
O vinho, o café, o chocolate e mais "n" coisas dantes só fazia mal, agora com peso conta e medida faz bem a "n" coisas. Valores corretos numa cultura são incorretos numa outra, mas mais complexo ainda é que os corretos podem estar incorretos relativamente aos valores humanos! (mas, até estes tem mudado ao longo dos tempos) Quem olha um quadro, ouve uma música vê, ouve o que lhe permite o seu eu na sua cultura....por isso moinhos são sempre moinhos para quem os vê e gigantes são sempre gigantes para quem os vê, para os outros é que podem não ser!
A relatividade das coisas em relação ao absoluto das coisas, ideias e etcs parece-me "relativamente" certa pois o absoluto, hoje, dúvida do amanha! o absoluto parece-me uma ideia "fascizante"

Anónimo disse...

Ó sra comentadora de serviço! O sol sempre girou em volta da terra? Explique lá isso, bem explicadinho! E durante muito tempo pensou-se o contrário? Não será precisamente o contrário?
Zé do telhado

Ilda Ribeiro disse...

ò Zé não sei se estou a responder 2 x......porque não percebi se tinha ficado ............mas aqui vai!!!foi engano, desculpem,não reli "a coisa"e quanto ao comentadora já tinha dado por isso, estava mesmo pensando enviar a conta............. mas vou de férias portanto passo a pasta o outra/o.....

Anónimo disse...

Ó Ilda, mas antes de ir de férias, veja lá se põe o acento correcto, no vocativo: é agudo e não grave!

Anónimo disse...

já de férias... mas, hoje peguei-me ao trabalho (porque me pressionaram - era urgente, enviar algo via mail) e não resisti em "clicar nos blogues e facesbooks
Mas acham que eu sei o que é um vocativo? acento grave e agudo sei o que é....mas pelos vistos não os sei colocar
nem me lembro se alguma vez soube o que era um vocativo......agora penso que fiquei a saber! é uma palavra com que interpelamos o outro, será?
Mas pensava que já todos neste blog sabiam que eu gosto de falar ( neste caso escrever - porque é a forma de comunicação possível aqui)mas que não sei "escrever" corretamente (acho que deixou de levar C !) não sei! não me ensinaram! eu não aprendi sozinha! paciência, apesar de eu ter feito a escolaridade todinha.....mas isso não me vai impedir de falar mesmo mal, se nos países que só digo quase bom dia boa noite comunico não será no meu país que vou deixar de o fazer. Mas, tomei nota e este erro do Ó já não farei. Obrigada!
fica aqui umas , e uns . e mais : e mais ; para colocarem onde quiserem....
Olhei atentamente para a frase que escreveu e juro que nunca a escreveria assim com aquela pontuação, nem percebo porque lá está! mas por favor não explique porque
até outubro (acho que agora tb é com letra pequena)vou apanhar o máximo de ar puro e poluído tb e mesmo se me obrigarem entretanto a trabalhar no computador, vou tentar não abrir redes sociais para não me distrair das férias que me propus fazer
até lá