TRUMP(A)

EFEITO PIGMALIÃO


Publicitando a notícia da vitória do Real Madrid sobre o Rayo Vallecano, uma televisão portuguesa destacava-a, esta semana, com o título
"Ronaldo foi decisivo no regresso do Real Madrid às vitórias, na presente temporada da Liga".
Depois, na notícia, viria a saber-se que Ronaldo marcou, por penalti, o segundo dos dois golos do Real, que ganharia o jogo por 2-0. E eu perguntei-me: mas Ronaldo foi decisivo porquê?

A "resposta" é uma coisa que chama efeito de Pigmalião. A expressão designa o que, segundo alguns estudos, acontece nalgumas salas de aula: o rendimento dos alunos verifica-se de acordo com as expectativas dos professores; os alunos que os professores acham com boas probabilidades de ter  rendimento escolar são os que têm melhores notas -- e os alunos que os professores acham que têm menos menos probabilidades de ter bom rendimento acabam por apresentar dificuldades. Tudo isto, independentemente das capacidades reais dos alunos.

É assim que se explica que o golo de Ronaldo tenha sido decisivo, mesmo que, sem ele, o Real tivesse igualmente vencido.

escrito por ai.valhamedeus

0 comentário(s). Ler/reagir: