TRUMP(A)

GANG

No meio da crise não faltam vozes

(ver alguns comentários deste Blog)  
que justificam o refrão «mal por mal, Marquês de Pombal». Se todos são ladrões, que me roubem os que já lá estão.

Esta posição, que aos incautos pode parecer uma declaração de impotência, é muito mais do que isso: é a posição dos acérrimos defensores da banda política que provocou e mantém toda esta desembrulhada crise. O raciocínio é diáfano:
  1. Todos os políticos são uns porcos que só pensam na gamela.
  2. Os da banda esquerda só querem (mas felizmente não podem) apanhar a gamela que os da banda direita defendem há muitos anos com unhas e dentes.
  3. Os da banda direita estão bem refastelados frente à gamela e já não há vianda para todos como antes.
Logo, pois, portanto, por conseguinte e por consequência, qualquer pensamento, palavra, acto ou omissão que pretenda levar à defenestração da banda que actualmente foça
(do latim vulgar fodiare
na gamela, deverá ser considerado um  acto canalha, porque, para despejar a gamela, os actuais porcos são excelentes e sumamente eficientes.

A BANDA (Bandalhos Afivelados Na Direita Arrogante) agradece a defesa dos membros do seu actual GANG (Gentalha Apoiada Na Gamela).

E por cá, este povo continuará a ser posto com a cara à banda até entender  que o GANG necessita mantê-lo de banda para continuar com a bandalheira da sua política à balda.

escrito por José Alberto, Porto Rico

0 comentário(s). Ler/reagir: