TRUMP(A)

hoje é sábado 215. GOZO VII

São as tuas nádegas
na curva dos meus dedos

as tuas pernas
atentas e curvadas

O cravo - o crivo
sabor da madrugada
no manso odor do mar das tuas
espáduas

E se soergo com as mãos
as tuas coxas
e acerto o corpo no calor
das vagas

logo me vergas

e és tu então
que tens os dedos
agora
em minha nádegas
[HORTA, Maria Teresa, Antologia de poesia erótica, As Palavras do Corpo, D. Quixote, Alfragide, 2012, pág. 157]

escrito por Carlos M. E. Lopes

0 comentário(s). Ler/reagir: