TRUMP(A)

irreal quotidiano 16. OLHÃO NO SEU MELHOR


No sábado de carnaval, fui jantar a Olhão. Havia gente disfarçada. Entre essa gente, um puto de 23/24 anos vestido de mulher. Veio à porta e um tipo, tipo drogadito, disse:
Mooss, dá-me uma moeda...
Diz o outro:
Oh diabo, não vês que só tenho notas?!...

escrito por Carlos M. E. Lopes

1 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

Uma delícia! O cartaz e o diálogo.
O meu maestro do coro é de Olhão e também brinca com o modo de falar das gentes de lá.
Gabriela