TRUMP(A)

hoje é sábado 228. AMAZIGH

Caminhas quase sem te moveres
os campos estendem um corpo
colado ao teu
em íntima escuridão
Quando avanças ponte fora
um dos teus ombros brilha como marfim

Nós não os ouvimos
mas os desertos, os oceanos, os cimos remotos
ensinam-te finalmente o que não entendes

Descobres uma casa
noutras direcções
a igual distância
da vida que deixamos para trás
[Mendonça, José Tolentino, O Viajante Sem Sono, Assírio & Alvim, Lisboa, 2009, pág. 35-36]

escrito por Carlos M. E. Lopes

0 comentário(s). Ler/reagir: