TRUMP(A)

O GRANDE "TE DEUM" SETECENTISTA

INFORMAÇÃO CULTURAL _ O GRANDE TE DEUM SETECENTISTA

O Coro Gulbenkian e a orquestra Divino Suspiro, sob direcção de Jorge Matta, recriaram o TE DEUM que António Teixeira escreveu, aos 27 anos, e fez estrear em 1734, no Teatro do Tejo, se não estou equivocada, o qual foi destruído pelo terrível terramoto.

O concerto, que teve lugar na Igreja de São Roque, em Lisboa, no último dia do ano, foi transmitido em directo pela RTP 2 e gravado para posterior difusão no canal MEZZO.

Para aqueles que como eu não puderam estar in loco, nem o ouveram na televisão, estejam atentos.

É uma grandiosa obra para oito solistas, (não, não é cantante um certo barítono! Não se pode ser bom em tudo, não é?) cinco coros de 20 vozes e ampla orquestra.

escrito por Gabriela Correia, Faro

0 comentário(s). Ler/reagir: