TRUMP(A)

O SAPO QUE CAVACO TEVE QUE ENGOLIR



Cavaco, que ainda é presidente (minúsculo) da República, autorizou (?!), finalmente, que Costa fosse primeiro-ministro. Ao 50º dia fez-se luz: o Presidente ainda vai pensar mais um bocadinho... este é o título de um texto, que vale a pena ler na íntegra, de Francisco Louçã. Começa assim:
A lista de “exigências” do Presidente ao secretário-geral do PS são o cândido retrato da telenovela em que Cavaco Silva mergulhou o país. Não esclarecem nada, não ilustram o poder do Presidente, não condicionam o futuro governo, não resolvem um único problema de Portugal. São desastradas e limitam-se a exigir uma repetição ritual de afirmações anteriores. Foram simplesmente a forma de avançarmos até ao 51º dia da crise, que é hoje. Cumprida essa missão relevante de perder mais um dia, talvez agora Cavaco Silva indigite Costa, o que já todos sabem que será o destino final desta procissão.
O texto é do dia 24; sabemos hoje o que é sublinhado na nota com que o texto termina: Como seria de esperar, o Presidente “indicou” Costa como Primeiro-Ministro. Supõe-se, diz Louçã, que queria dizer “indigitado”. Eu não tenho a certeza de que queria. Não sei se quis marcar (uma vez mais) o seu distanciamento em relação a um governo que teve que engolir.

escrito por ai.valhamedeus

1 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

e qual é o problema? o Cavaco não pode pensar e ter dúvidas? pelo menos teve a dignidade de dar posse contrariado ao governo. não empatou e não fez o triste papel (sabendo que não o poderá fazer) do Sampaio que deu posse a um governo para a seguir correr com ele.
Ah! é verdade, já me esquecia: o dr Sampaio podia fazer o que lhe apetecesse porque é de esquerda, a direita só pode fazer o que a esquerda acha bem.
não brinquem à democracia, pratiquem-na está bem? e respeitem o voto dos portugueses que é coisa que não fazem como ficou bem provado com o Costa que já tinha corrido com o Seguro e agora usou outra golpada sabendo que o presidente não podia dissolver o parlamento. Como diz o povo "quanto mais se sobe maior é o tombo" e pela minha parte espero que este espertinho se estatele no chão o quanto antes e que não se volte a erguer. O Alegre que tanto fala em ética republicana podia ter explicado ao Costa o que realmente isso é.