TRUMP(A)

AS EUROPEIAS EM FRANÇA

Ontem à noite e contrariando os dirigentes do pê-èsse

[segundo os quais o seu partido teria sido penalizado por estar no poder],
Paulo Rangel fez um violento
[para o pê-èsse e o governo]
discurso de vitória; invocou os resultados europeus que demonstram a vitória de partidos não-"socialistas" no poder: na Itália, na Alemanha, na Polónia... e na França
[onde o partido de Sarkozy venceu com um resultado histórico, para além das suas expectativas, e o pê-èsse foi humilhado pela percentagem conseguida pelos ecologistas e pelo pior resultado das europeias, à excepção de 1994. Um "tsunami à esquerda", escreve o Figaro].
Eleições União Europeia[leia-o AQUI ou descarregue-o DAQUI ou DAQUI].

Eleições Europeias em França[Descarregue-o DAQUI ou DAQUI].

escrito por ai.valhamedeus

1 comentário(s). Ler/reagir:

vitor m disse...

Não acho que tenha sido a esquerda quem perdeu na Europa!
Quem perdeu na Europa foram os xuxialistas e social-democratas e essa gente há muito que não é nem de esquerda nem socialista. Sequer social-democrata!
O que têm feito é usurpar e aplicar programas de governo, à direita neo-liberal.
Parece que os cidadãos europeus estão finalmente a compreender isso e vêm deslocando os seus votos para a esquerda "radical", na qual se incluem obviamente os verdes (que em Portugal não têm ainda expressão eleitoral - os da CDU, valha-me deus...)
Claro que à direita esta radicalização também se verifica, sempre por culpa do Centrão...