TRUMP(A)

ÁGUA BENTA ILEGALIZADA?

Por poder ser fonte de contágio, um bispo inglês defende o fim das pias de água benta nas igrejas. Já não era sem tempo.

Em Tavira, há uns anos, o Benedito dos Reis Dias despejava a tinta da sua caneta permanente nas ditas pias e “contagiava” as beatas que, na semi-obscuridade, buscavam o conforto que só a água benta dá. Pior fazia Abílio Fernandes que urinava nas ditas, emprestando um cheiro e uma coloração acervejada à dita água benta. Ambos são vivos e vivem pacatamente a sua velhice nas margens do Gilão.

escrito por Carlos M. E. Lopes

3 comentário(s). Ler/reagir:

Toino da Corredoura disse...

Não é bonito... é feio nomear o nome aos santos

Por outro lado essa estória era contada como partida de carnaval e sempre me convenci que era uma estória inventada pelos próprios, sem qualquer fundamento excepto o de fazer rir.

Temos ainda de ter emconta que, pelo menos a esposa do Sr. Benedito era cristã militante inclusive catequista e não acredito que a estória yrnha fundamento para além da gabarolice de uma coisa que nunca fizeram.

Então essa do Abílio Fernandes urinar na pia da água benta é tão soez que a bota não bate com a perdigota

toino do campo disse...

Acabar com a água benta?! e como caracterizaremos depois o Homem, que o saudoso Augusto Abelaira caracterizava (foi ele?) como o único animal que distingue a água benta da água comum?

Anónimo disse...

já nem na água benta se pode confiar "valhe-me os deuses...."