TRUMP(A)

de faxina - 11. gmail labs

Gmail

Sou fã do Gmail
[apesar da possibilidade de ter contas de correio noutras empresas, apenas tenho contas nos servidores da Google. E tenho vááááárias].
As razões são diversas e comuns a muitos internautas.

No entanto, faço uma utilização básica dos serviços: tal como uso o telemóvel apenas para fazer e atender chamadas e enviar e receber sms
[o meu telemóvel não tem máquina fotográfica ou outras mariquices],
o Gmail serve-me só para enviar e receber correio electrónico. Mas sei que a Google oferece muito mais do que isso
[e o Ai Jesus! tem feito eco de alguns dos serviços].
Com o Gmail Labs tem-se uma extensa série de complementos do correio, -- alguns deles, úteis, outros, pouco mais do que mariquices
[digo eu].
Para exemplificar: um previne o envio, sem anexo, de mensagens onde se promete um anexo
[não diga que nunca lhe aconteceu!...];
outro diminui a possibilidade de enviar aquela mensagem de que se vai arrepender no dia seguinte; com um terceiro podem usar-se os recursos do Gmail mesmo quando se está off-line...

Se ainda não conhece o Gmail Labs, uma primeira visão, encontra-a aqui. Depois, entre na sua conta de correio, clique em Configurações
(no meio da linha no canto superior direito),
a seguir, no separador Labs -- e escolha as opções que entender que lhe servem.

escrito por ai.valhamedeus

1 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

Pois é. E os nossos olhinhos, e os livros que ficam à espera de serem lidos, e o tempo que se não tem, e os afazeres que ficam para trás. A Net é um mundo, mas a exploração desse mundo, cujos confins deixam a perder de vista, não é para mim. Ficam para os cibernautas, para os maníacos, para os exploradores aventureiros do séc. xxi, comodamente sentados em casa, ou no café, ou na casa-de-banho a navegar no portátil que substituiu a revista, objecto indispensável que nos acompanhou e cumpriu tão bem a sua função, na visita à casinha.
Porém, não sou velha do Restelo, na praia, lançando anátemas contra os modernos navegadores. Gostava é de ter expertise e tempo para tal. Mas não vou além do trivial! Rima e é verdade.
Bem sei que o aimeudeus já me tentou, mas nisto de tentações só a proximidade me convence.
Gabriela