TRUMP(A)

hoje é sábado 58. PRIMAVERA ESPERADA

Vem amor, quando chegar a primavera,
Fazer com que floresça o meu sorrir,
Prender-me com os teus braços de hera
E amar-me no regaço do devir.
Vem amor, quando a terra florescer
E o ar, almiscarado de perfume,
Em brisa de ternura te disser
Que ascendas no meu corpo esse teu lume.
Vem amor, quando a greda revolvida
Florir, numa aguarela aveludada;
Boninas, lírios brancos, açucenas…

Vem, amor! Quando o dia, a alvorada,
Florir as flores, mesmo as mais pequenas
E traz-me, então, de volta a própria vida.
[Manuel Neto dos Santos]

escrito por Carlos M. E. Lopes

0 comentário(s). Ler/reagir: