TRUMP(A)

MÚSICA PARA O FIM DE SEMANA - arte & ofício

Faces Arte & OfícioArte & Ofício foi uma banda portuguesa, criada em meados dos anos 70 do século passado como "superbanda" que reunisse os mais experientes instrumentistas da cena rock portuense. Como escreve Aristides Duarte, num texto transcrito aqui,
O seu som caracteriza-se por uma mistura de Hard Rock com Jazz Rock, na linha de uns Gentle Giant, mas com estéticas originais.
Do mesmo texto [negritos meus]:
Em 1979 é editado "Faces", o seu primeiro trabalho de longa duração, com duas faces bem distintas: uma face Rock e uma face Jazz Rock. Este disco conta com a participação de António Pinho Vargas, hoje reputado músico de Jazz, que fará parte do line up da banda durante algum tempo. O grupo inicia uma tournée nacional em Teatros , com o apoio de uma marca de "jeans" e que chega à Guarda no dia 7 de Julho de 1979. O velhinho Cine-Teatro da Guarda ,com lotação esgotada, aplaudiu o grupo de Sérgio Castro. Garcez confirma-se como um verdadeiro "animal de palco" e o som da banda está cada vez melhor.
É este disco que proponho hoje.
Este LP, opina António A. Duarte, é o retrato desta excelente banda portuguesa. É, ao mesmo tempo, um espectáculo em acetato, uma mostra das variadas e eclécticas potencialidades do grupo, um festival de técnica e uma lufada de ar fresco e de humor.
(A Arte eléctrica de ser português: 25 anos de rock'n Portugal. [Lisboa]: Bertrand, 1984, p. 157).

Está aqui: parte 1; parte 2; parte 3; capas.

[se tiver alguma dificuldade em descarregar e/ou gravar, diga-nos: talvez possamos ajudar]

escrito por ai.valhamedeus

1 comentário(s). Ler/reagir:

kara disse...

derya baykal
ahmet maranki
sağlık

thanx you niracles blog