TRUMP(A)

O DIREITO DE NÃO VOTAR

Vejo, pelas tvs, as campanhas eleitorais e sinto nojo. Os candidatos a beijar velhinhas encostando apenas a face e obliquando a boca bem para longe de possível contacto com a beijada. Os apertos de mão de gente que, nos próximos 4 anos, se estará marimbando para as mãos apertadas. O televisionado olhar fingidamente atento às necessidades e pedidos da gente humilde que é caçada na rua...

...e penso que é altura de entrarmos na jogada cujas regras eles próprios definiram. De fazermos também jogo sujo. Que é altura de começarmos a pensar seriamente em exercer o nosso direito de NÃO VOTAR.

escrito por ai.valhamedeus

3 comentário(s). Ler/reagir:

vitor m disse...

Concordo, mas só depois de ter contribuído para mais uma derrota do partido de sócrates. Votando em qualquer bicho careta desde que isso irrite o sr Armani...

IM - Ilda Maria disse...

Eu sou sempre pelo voto, se bem que já meia cansada de tanta análise e nesta fase da campanha achei que poderia voltar a ser criança e "aprender brincando" e fiquei-me a vê-los desfilar nos gatos fedorentos e ver quem mais mau cheiro deitava....e aprendi muitas coisas...E votarei

Ai meu Deus disse...

ok, cedo. Desta vez ainda votarei. Contra, como o vitor m -- mesmo sabendo que foram os votos contra que deram a maioria absoluta a esse tal travestido de Armani.