TRUMP(A)

INÊS DE MEDEIROS

Vi e ouvi a Inês de Medeiros na Assembleia da República defender de forma ardente o seu PS, quando se discutia se estamos num Estado de Direito ameaçado com a mordaça que querem impor, parece, na imprensa e nos meios de comunicação social.

Parece que Inês de Medeiros exigiu ir todos os fins-de-semana para Paris, coisa que o Estado paga alegremente. Ao menos que trouxesse de Paris algumas ideias diferentes, arejadas e boas. Mas não. Faz o mesmo que qualquer socretino que me mete asco. Abomino gente desta.

escrito por Carlos M. E. Lopes

13 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

É uma vergonha este país!
O Povinho anda cego!!

Anónimo disse...

Não sei não....pode ser verdade mas custa a crer que lhe paguem para ir a casa aos fins de semana, essa fonte é capaz de não ser fiável....

Anónimo disse...

Como lhe «custa a crer», então «essa fonte é capaz de não ser fiável».
Ou seja, as fontes são ou não fiáveis, dependendo das crenças.
Por outro lado, Lapalisse dá-lhe toda a razão: qualquer fonte (não só essa), tem a capacidade de não ser fiável.
Com esta lógica, ainda se atrevem a propor que se elimine a disciplina de Filosofia!

Anónimo disse...

e porque não?a não ser pela capacidade de cultivar a constante dúvida!

toino do campo disse...

Acerca de fontes: conheço quem (uma leitora do Ai Jesus), por "email", já questionou a própria. Recebeu a justificação, não o desmentido.

Anónimo disse...

Ora ai está e a justificação de lhe pagarem a ida a sua casa nos fins de semana foi?
Também conheço quem seja contrado e como mora fora do local lhe pagaram as idas e vindas a casa.
Claro que é um pouco diferente, mas a justificação não aparece aqui porque? é considerado humilhante ou defende a dita cuja e não por isso não é aqui colocado?

Anónimo disse...

Não é preciso enviar enviar mail a Ines Medeiros anda a noticia em toda a net aqui vai............... "deputada do PS, Inês Medeiros, embora tenha residência em Paris foi eleita para a Assembleia da República pelo Circulo eleitoral de Lisboa.

Como tem que se deslocar todos os fins de semana para Paris vai ser aprovado um regime de excepção para permitir que as viagens sejam pagas pela Assembleia da República.

Por uma questão de moralização da vida politica seria interessante que as pessoas ponderassem estas situações antes de assumir os cargos.
"

Anónimo disse...

A Assembleia da Republica tem lá todos os partidos ....só aprova se quiser..............O PS não tem maioria e a Inês Medeiros não é dona da Assembleia

Anónimo disse...

Este país está uma fantochada despudorada!...

Anónimo disse...

E ainda...quem é considerado indispensável tem destas benesses em qualquer parte, fosse ela uma a mais ou uma a menos e nada lhe dariam, mas realmente somos diferentes e há quem considere uns indispensáveis e outros dispensáveis...em qualquer emprego seja carpinteiro professor ou deputado. se nós os outros temos o mesmo conceito isso é outra história

Anónimo disse...

Está bem visto. A senhora merece o que ganha e muito mais. Deviam pagar-lhe a viagem a Paris todos os dias. Se agora é tão eficiente só com dois tratamentos de peniscilina, pensemos que passaria se tivesse o tratamento toda a semana. Mulher satisfeita torna-se mulher indispensável. E o país moderniza-se
Talvez até ficasse mais barato oferecer-lhe un avião.

Anónimo disse...

É preciso apanhar a onda....e Ja que aqui chegamos....eu pergunto porque dois tratamentos? e não CINCO, DEZ OU VINTE ETC em dois dias, é a sua meta um tratamento por dia?

Anónimo disse...

INÊS DE MEDEIROS, SIM AQUELA QUE É FILHA DO VITORINO DE ALMEIDA
É AGORA DEPUTADA PELO CIRCULO DE LISBOA DO P.S.
CONTUDO, ELA TEM RESIDÊNCIA EM PARIS
ASSIM SENDO, RECEBE DA ASS. DA REPÚBLICA 528€ DE AJUDAS DE CUSTO DIÁRIOS,
PARA ALÉM DE VIAGEM PAGA A PARIS. IDA E VOLTA AOS FINS DE SEMANA..

Como É POSSÍVEL ACEITAR-SE ISTO ???
E DEPOIS NÃO É POSSÍVEL DAR AUMENTOS À FUNÇÃO PÚBLICA…. POIS COMO É QUE HÁ-DE SER?
REPASSEM POR FAVOR