TRUMP(A)

HUMOR À INGLESA


A TVI passou o filme Johnny English.
Johnny English é um agente secreto britânico que trabalha para a organização secreta MI-7. Ele é contratado para proteger as jóias da rainha depois de todos os restantes agentes serem despedidos. Quando as jóias são roubadas, ele descobre um plano que tem por objectivo substituir a monarquia inglesa pelo reinado francês.
Com Rowan Atkinson, Tasha de Vasconcelos, Bem Miller e Greg Wise.
É uma paródia aos 007, com Mr. Bean no papel principal. O que mais me agradou foi que à paródia não escapa nenhum dos símbolos sagrados do reino britânico. Nem a Rainha. Nem o primeiro-ministro.

Nem a "Igreja": a paródia chega a mostrar o Arcebispo de Cantuária em cuecas. Em cuecas e sem elas: o cu de Sua Santidade
[será que os arcebispos ingleses também são santidades?]
é mostrado aos presentes na coroação do novo Rei -- e a todo o reino, em ecrãs gigantes.

Ai se fosse em Portugal! Ai se se mostrasse o cu do Arcebispo de Braga ou do Cardeal Patriarca de Lisboa. Ai se...

escrito por ai.valhamedeus

2 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

Ai Jesus, que heresia. Vocêsss escrevem estas cois..ass, ainda ides ser excomungados. Vá de retro Satanás, credo, valha-nos nosso senhor!.
Agora a sério, sei que gostam de sistema aberto em informática, pois deviam escrever sobre a versão 10.04 do Ubuntu que por sinal é dedicada ao Lince Ibérico, e dá pelo nome de Lucid Lynx, por aquele animal estar em vias de extinção. Tá, eu já tenho na instalado na pen e funciona.
Já agora a Fundação Mozila tem o Fire Fox 3.6, um browser do catano, e até funciona bem no Windows. Por falar em windows, então num mundo sem fronteiras pra que cremos nós janelas?
Não percebo
Despeço-me com amizade
Balta

Anónimo disse...

De facto temos que estar sempre alerta. Não é que o sub titulo do blog(ue) sugere dar umas patadas,coices ou cornadas em certa esquerda (malhar é a palavra) mas ficamos sem saber muito bem a direcção das ditas, bom como não vá o diabo tercelas, eu estou fora da eira e do lado de fora das taipas. Mas convinha esclarecer um pouco mais a coisa pra gente andar um pouco mais à vontade.
Despeço-me com amizade
Balta