TRUMP(A)

PROIBIDO ANDAR DESCALÇO

Em 1932, o governo português proibiu, a 5 de Dezembro, os portugueses de andarem descalços, sob pena de serem detidos.

Em 1960 ainda conheci muito gente descalça. Estes portugueses são teimosos. Irra!

escrito por Carlos M. E. Lopes

4 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

Esqueceram-se de mandar distribuir sapatos pelo pessoal que não tinha....falha de memória, acontece aos melhores, não nos podemos lembrar de tudo...
Joana

Anónimo disse...

A mania das grandezas, Joana.

Nessa altura os castelhanos calçavam alpergatas.

Mas a menina se madasse distribuia sapatos de polimento

!!!Viva!!!

E ninguém era detido ilustre causidiaco Havia uma coima de 25 tostões.

E já agora recorda ainda as peixauras que calçavam uma alpergata e o outro pé ia descalço.
Assim se safavam da multa

E quaando uma das alpergatas se desfazia ia-se logo buscar a outra.

E estes maldizentes nem se lembram de elogiar a medida como medida profilática

O mesmo acontecia a quem escarrasse para o chão.

Como vê menina Joana não há falta de memória, a menina é que está a falar de cor.

Zé da Chata

Anónimo disse...

Este Zé da Chata é mesmo um poço sem fundo... de sabedoria. O que será causidiaco? Um diácono que também era advogado?
E as peixauras? Peixeiras com uma aura à cabeça, em vez de canastra?
MC

Anónimo disse...

Olá Senhor ou senhora MC
(Maria Cachucha?)

Está muito bem no seu papel de revisor ortográfico.
Pena que tenha falta de vista porque ou emendava todas as incorrecções ortográficas

(se calhar são meros vocábulos digitadas em alta velocidade)

ou não emendava nenhuma.

(assim ficamos na dúvida do seu pretoguês)

Quanto ao fundo do texto e respectiva réplica, disse nada aos costumes

Zé da Chata