TRUMP(A)

ESTAVA ISTO A CORRER TÃO BEM...

[editado]
1.

A notícia caiu como uma bomba, daquelas bombas que ninguém espera mas rebentam como bombas: governo e psd não chegaram a acordo para um orçamento. O governo avisa das consequências: o país vai conhecer uma crise profunda.

Caraças! exactamente no momento em que o país conhecia um período de prosperidade, sem qualquer sombra de crise -- exactamente agora, o psd enfia-nos com uma crise em cima!... e, para cúmulo, profunda...

2.
A razão por que o país estava tão bem como se sabe, antes de o psd nos enfiar com a crise, soubemo-la ontem, pela voz do sr. Escusa, que desta vez se não escusou... a candidatar-se à presidência da república, por imperativo do dever e contra a sua devida vontade: gabando-se, o candidato retoricamente perguntou
"em que situação se encontraria o País sem a acção intensa e ponderada, muitas vezes discreta, que desenvolvi ao longo do meu mandato?"
Todos nós sabemos que é em virtude dessa "acção intensa e ponderada" que o país se encontra tão bem; não fosse a intervenção do sr. Escusa, e os salários dos funcionários públicos teriam baixado, os impostos
(talvez até mesmo o Iva poderia ter aumentado mais do que um ponto percentual)
teriam aumentado
(talvez até mesmo o imposto sobre bens essenciais: o governo pê-èsse era bem capaz disso),
ou mesmo, quem sabe?, os medicamentos teriam subido de preço e baixado a comparticipação... Sabe-se lá a crise em que o país estaria, não fosse a tal "acção intensa e ponderada". Graças a ela, Portugal é um país das maravilhas...

...ou antes, era. Era, antes de o psd lançar sobre nós a tal crise profunda. Caraças!...

nb.
um conselho ao psd e ao governo: recorram aos serviços de um qualquer sindicato da Fenprof: é o modo mais fácil de conseguir um acordo.

escrito por ai.valhamedeus

0 comentário(s). Ler/reagir: