TRUMP(A)

de faxina - 28. MINT JULIA E ISO


Actualizei o meu Linux Mint para a versão 10

[mais uma vez, e como sempre, com nome de mulher terminado em A. Desta vez, Julia].
Melhor. Ainda melhor...

[Estranhamente, emperrei na gravação do dvd a partir do ficheiro ISO. A solução, encontrei-a aqui e deixo-a ficar para quem não souber como se gravam em cd/dvd os ficheiros "compactados" num único ISO:
Gravar ISO em Windows:

1. Transfira e instale o Infra Recorder, um programa livre de gravação para Windows.
2. Insira um CD ou DVD virgem no gravador. Se aparecer uma caixa de diálogo do Windows a perguntar o que deseja fazer, seleccione Do nothing ou clique em Cancel.
3. Execute o Infra Recorder. No menu Actions, escolha a opção Burn Image.
4. Seleccione o ficheiro ISO e clique em Open.
5. Clique em OK para iniciar a gravação.

Gravar ISO em MacOS X:

O MacOS X traz de raiz suporte para gravação de ficheiros ISO.

1. Execute o programa Disk Utility (Applications > Utilities > Disk Utility).
2. Arraste o ficheiro ISO para a barra lateral do programa.
3. Seleccione o ficheiro que acabou de arrastar e clique no menu Image > Burn.
4. Para maior segurança, certifique-se que a opção Verify Burn está ligada.
5. Insira um CD ou DVD virgem e clique em Burn.

Gravar ISO em Ubuntu:

1. Insira um CD ou DVD virgem no gravador. Irá aparecer um diálogo do tipo CD/DVD Creator ou Choose Disk Type. Escolha a opção cancelar.
2. Seleccione o ficheiro ISO que transferiu e clique nele com o botão direito. Escolha a opção Write to Disc.]
escrito por ai.valhamedeus

0 comentário(s). Ler/reagir: