TRUMP(A)

LEAVE THE PEOPLE ALONE


- Hey Sócrates leave the People Alone -

Haverá melhor lugar do que Lisboa para dar início à digressão europeia de The Wall Live? Não sei propriamente em que estaria Roger a pensar, quando se propôs preguntar, abrindo as hostilidades que envolvem muros
– que se derrubam –
e ismos que insuflam cada vez mais o suíno que nos toma por parvos.

Agora que a queda iminente do nosso pior muro dos últimos anos está prestes a acontecer, faz todo o sentido responder ao mítico floyd que a sua ópera, de mais de 30 anos, pode bem ser o pano de fundo para a despedida de um dos maiores trastes da cena política contemporânea portuguesa e, no concerto, mesmo em frente de Waters, integrando outro muro, o do nosso descontentamento, lá estava a resposta: Hey Sócrates Leave the People Alone. Quis o imponderável que, mesmo ao lado, não fosse a proverbial insuficiência do inglês técnico, não faltasse a sinalética, nem sequer a tradução do Exit. Esta premonição, pelo menos esta, bem merece o sortilégio da concretização e, para lhe dar força, nem me importo de adoptar o refrão.

Quanto ao espectáculo, prometo dedicar-lhe um texto de laudes, logo que esta urgência se resolva.

escrito por Jerónimo Costa

0 comentário(s). Ler/reagir: