TRUMP(A)

FERNANDO NOBRE SOMA E SEGUE

Fernando Nobre nada queria dos partidos. É candidato do PSD a presidente da Assembleia da República.

O homem para quem os únicos interesses eram a luta pela cidadania é candidato por convicção, de forma nobre e altruística. Diz ele, no Expresso, rompendo o silêncio
(ele esteve calado?),
que "se não for eleito presidente da AR renuncia de imediato". Por quê? Porque ser candidato é uma afirmação cívica de alguém que abomina os partidos e a política. Caramba! O homem é de convicções, não é um vendido. Respeitador da vontade do povo, se não for eleito presidente da AR, renuncia. Muito bem.

Primo Levi escreveu um livro com um título sugestivo "É isto um homem?".

escrito por Carlos M. E. Lopes

1 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

Ha quem se venda por menos.......aqui ainda compensa........
Leonardo