TRUMP(A)

DO CONTRA [86] a igreja e a bioética

Vão, efectivamente, longe os tempos em que, no Verão de 1978, o cardeal de Veneza, Albino Lucciani, futuro João Paulo I em Agosto do mesmo ano e falecido 33 dias depois, escrevia uma entusiástica carta de parabéns a Robert Edwards e Patrick Steptoe por ocasião do nascimento ocorrido uns dias antes de Louise Joy Brown, o primeiro bebé proveta da história da humanidade.

[...] Olhando quarenta anos para trás, vemos que a cúria romana tem criticado a:
  1. contracepção "artificial";
  2. fertilização in vitro (FIV) [a condenação estendeu-se a outras áreas de Procriação medicamente assistida -- já Pio XII, de resto, condenava a inseminação da mulher pelo esperma do seu próprio marido];
  3. investigação com células estaminais embrionárias;
  4. clonagem para investigação.
[SILVA, Miguel Oliveira da. Ciência, Religião e Bioética no início da vida. Lisboa: Caminho, 2006, p. 14-15]

escrito por ai.valhamedeus

6 comentário(s). Ler/reagir:

Fátima Rodrigues disse...

O autor deste texto não andará muito bem informado...que eu saiba (e é suposto que esteja razoavelmente informada!...), apenas as duas últimas "investigação com células estaminais embrionárias e clonagem para investigação" merecem o repúdio da Igreja. Não se trata de ser retrógrado, mas de, em termos éticos, tais aquisições cientifico-tecnológicas trazerem maleficios à humana condição...

Anónimo disse...

Gosto da pintura da Frida Kahlo. E da sua personalidade. Uma mulher de força.

Gabriela

Ai meu Deus disse...

Fátima,

manda a justiça que se diga que o autor do texto não anda mal informado. Eu é que cortei a citação num ponto que continuava assim: "As duas primeiras áreas estão, quarenta e trinta anos depois, praticamente esquecidas e, passe o coloquialismo, não constituem já "cavalo de batalha" para quase ninguém: quem é que hoje condena uma mulher por tomar a "pílula", um homem por usar preservativo ou um casal estéril por recorrer à FIV?"

Por que razão não citei isto? Porque concordo com o autor quando acrescenta: "Os textos polémicos (ex.: Humanae Vitae, Donum Vitae. Evangelium Vitae) ainda aí estão, não foram nem vão ser tão depressa oficialmente revistos. Mas quem os defende hoje como outrora?"

Não os defender hoje como outrora significa, sou eu agora a dizer, não os defender da cátedra pontifícia, mas defendê-los de cátedras menores e aplicá-los a quotidianos menores.

Para citar só factos recentes: podem essas posições (não são as tais posições ;-)) ser defendidas, não em sermões dominicais no Vaticano, mas em avião a caminho (ou a voo) de África. Refiro-me, obviamente, a Sua Santidade Beato já e brevemente Santo (portanto, com garantia de qualidade doutrinária), JP II. E mesmo Sua Santidade o actual Pastor Alemão anda bem longe da frescura ideológica de Sua ex-Santidade que nunca chegará a beato, muito menos a santo, João Paulo I.

(já agora... o autor acrescenta que a Igreja, além da investigação com células estaminais embrionárias, também está contra a clonagem reprodutiva -- "mas essa, acrescenta, é inviável nos primatas")

Rompendo a Tola disse...

Que relação se pretende estabelecer entre a portuguesa Fátima Rodrígues e a mexicana Frida Kahlo?

Eduardo. disse...

Algo para pesquisar é a posição da igreja com os transgênicos.

Na Argentina Caritas a organização beneficente da igreja católica é apoiada por sojicultores (transgênicos) esta provado que pulverizar com Glifosato (é o companheiro inseparável dos transgênicos) gera abortos e má-formações...Mas a igreja não diz nada sobre isso....

Pelo menos não na Argentina.

A bioética não deveria incluir os transgênicos é sua terrível carga também??, não, tem muito dinheiro ai..

Tem um cable do Wikileaks falando sobre as pressões sobre o Vaticano com os transgênicos.

Saudações.

Eduardo.

mitro disse...

Mas que percebe a religião de ciência?
Acho que é respeito a mais pela religião, permitir-lhe que lance bitates sobre coisas que não percebe...