TRUMP(A)

MACÁRIO E A VIA DO INFANTE

Pertenci ao grupo que obrigou ao desvio do traçado da Via do Infante. Nas várias reuniões com o governador civil de Faro na altura, Cabrita Neto, se destacaram as características dessa Via: "tipo" autoestrada, sem portagens.

As características do financiamento foram realçadas recentemente por Macário Correia. Agora vem este dizer que afinal parece ser uma luta perdida e temos que nos conformar. Em resposta veio uma série de "personalidades" chamar nomes a Macário por este ter mudado de ideias.

Vamos ver...

A Via do Infante ou A22 é de facto uma via fundamental para o Algarve. A 125 não é uma estrada, é uma rua. No governo de Santana Lopes, Mexia, então ministro, veio dizer que se tinha de cobrar portagens nas scuts, porque não tínhamos de andar a pagar as estradas para os espanhóis andarem. E disse isto sem que ninguém lhe atirasse à cara uma caixa de tomates podres. É que os espanhóis que vêm cá gastar dinheiro têm 10 000 quilómetros dessas estradas onde não se paga um tostão e por onde os nossos emigrantes circulam quando vêm à terra. Mas avante...

Acontece que Macário é do PSD e o PSD
(e o PS e CDS)
assinou um acordo com a troika onde estava contemplado este problema. O que Macário fez foi reconhecer um facto. Nada mais.

Quero dizer que sou amigo pessoal de Macário mas que me estou lixando para as suas ideias políticas.

escrito por Carlos M. E. Lopes

0 comentário(s). Ler/reagir: