TRUMP(A)

hoje é sábado 155 VIDA SIMPLES

Ter um canto de terra ou cortinhal;
Por minhas mãos lavrar a terra dura;
Beber um leite bom, uma água pura;
Vestir de burel rude ou de saial;

Ter um rebanho alfeiro, que outro igual
Não tivesse o povoado ou a espessura;
Procurar entre pedras a ventura
Que não me pode dar nenhum mortal;

Viver livre de enganos, sossegado,
Vendo os olhos piedosos dos cordeiros,
Que mais falam à alma que os da gente;


Quem um dia pudera, assim mudado,
Ir arrastando os dias derradeiros
Desta vida mortal e descontente!
[Júlio Dantas (o do manifesto...)]

escrito por Carlos M. E. Lopes

1 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

Procurar entre pedras a ventura
Que não me pode dar nenhum mortal;