TRUMP(A)

DEMOCRACIA FACEBOOKIANA - 2


Atilio Borón é um intelectual argentino, foi, em tempos, vice-reitor da Universidade de Buenos Aires. Escreveu no Facebook um artigo criticando Hillary Clinton -- e o resultado foi que... o Facebook fechou-lhe a conta.

A história está contada aqui pelo próprio.

escrito por ai.valhamedeus [ilustração rapinada daqui]

2 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

Cito Manuel Halpern: o facebook faz julgamentos sumários baseados em denúncias anónimas e não permite recursos. Somam-se os casos....O facebook censura A Criação do Mundo, de Courbert, que está exposto ao olhar de todos no museu d'Orsay, em Paris. O facebook tem um código moral cuja raiz está no puritanismo americano imposto pelos conservadores, que nada tem que ver com os bons hábitos liberais europeus. ... Na Europa, salvo casos extremos, quem se choca muda de canal...
...Mas a ironia é que se um dia alguém quiser fazer um movimento contra o facebook e todas as suas regras o melhor meio que tem ao seu dispor é o próprio facebook"...
Gabriela

J Alberto disse...

Nas feiras mostram-se figuras monstruosas para fazer dinheiro.
Pela mesma razão se criou Facebook. Multidões usam e abusam dessa coisa por diversas razões. Como o dono do circo, que só deixa mexer na mulher barbuda ou no homem-lobo a quem lhe dá na realíssima gana, também no caso de Facebook, o dono da coisa só deixa brincar quem ele quiser.
Neste sistema, o dono da bola decide quem joga, onde se joga, contra quem se joga; e como se fosse pouco, define as regras do jogo. A Federação de Futebol não gosta? Já lhe darão um bom prato de «SOPA».