TRUMP(A)

hoje é sábado 169. OS DIAS DE JOB

Às vezes rezo
sou um cego e vejo
as palavras o reunir
das sombras

às vezes nada digo
estendo as mãos como uma concha
puro sinal da alma
a porta

que queria que batesses
tomasses um por um os meus refúgios
estes dedos
inquietos na ignorância
do fogo

pois que tempo abrigará
os anjos
e que dia erguerá todo o sol
que há nas dunas

por isso
às vezes chove quando rezo
às vezes quase neva
sobre o pão
[José Tolentino de Mendonça]

escrito por Carlos M. E. Lopes

0 comentário(s). Ler/reagir: