TRUMP(A)

SEXAGENÁRIOS

O Carlos Lopes

[o nosso -- um dos feitores do Ai Jesus!]
defende, serenamente, uma teoria segundo a qual a partir dos 60 anos de idade se deixa de ser gente para se passar a ser... sexagenário. Sustenta-se num argumento de peso (ainda que factual -- e os factos são, mas nem todos têm que ser): quando, de algum modo, é personagem de cenário dos chamados mass media, gente no grupo dos 60 é referida, não com qualquer dos atributos mais comuns (agricultor, beirão, cigano, elemento do cds-pp...), mas como... sexagenário. Mais ou menos subtilmente, como... velhote ou muito próximo daí.

Quando, por brincadeira ou não, esgrimo esta teoria, com frequência sou confrontado com objeções também de peso. Com contra-exemplos, diria alguém. Algo no género disto:
Velhotes?! Achas que o Chico Buarque (de 68 anos) é velhote? ou que Caetano Veloso (60+10 anos) é velhote? É claro que Cavaco Silva (de 60+13 anos) é velhote, mas já o era antes de ter 60 anos. Ou seja...
Ou seja... calo-me!

escrito por ai.valhamedeus [com um abraço para o Paulus Ratzinger, que me inspirou estes parágrafos, por, hoje, ter entrado no clube dos sexagenários. Camarada, aguarda só um pouquinho: estou chegando...]

1 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

E por acaso você, que me conhece, acha que eu sou sexagenária?
Sexigenária, isso sim.(lol)
Gabriela