TRUMP(A)

O PS, SEMPRE

O PS fez saber que a lei da limitação de mandatos permite que quem exerceu a função durante três mandatos numa câmara se pode candidatar por outra, mas não se deve candidatar por uma questão política, mas não jurídica. O PS fez uma interpretação "autêntica" da Lei da limitação de mandatos.

O PS, o partido mais parvo que eu conheço, acha que a lei da delimitação de mandatos permite que Seara se pode candidatar a Lisboa e Menezes ao Porto mas que não se devem candidatar por uma questão política. Eu pergunto ao PS: qual a razão por que votou a Lei da limitação de mandatos?  Se foi por uma questão de ética política não precisava de legislar sobre a matéria: a ética não se legisla assim. Se aprovou a Lei sabendo que Seara e Menezes se podiam candidatar a outra câmara, por que aprovou a Lei? Concorda?

O PS é, de facto, uma parvoíce pegada.

escrito por Carlos M. E. Lopes

3 comentário(s). Ler/reagir:

Anónimo disse...

todos os partidos estão interessados em manter os tachos à clientela. se os portugueses não acabarem com os partidos, os partidos acabam rapidamente com Portugal. os municipios são os chulos legais de todos os portugueses.
se a democracia é isto, o melhor será acabar com ela.

Anónimo disse...

Concordo consigo, Anónimo.
Se em vez de ter pago um curso à minha filha, a tivesse inscrito num partido, de preferência do arco do poder, "outro galo me cantaria"
Gabriela

Anónimo disse...

olhando bem à sua volta e à volta de todos, os desempregados são sempre os outros... sem ligação aos partidos... e os incompetentes são sempre eles... os liagados aos partidos... o que não admira pois nunca aprenderam a fazer, nem sabem fazer... ganham o que o povo amealha.
ou o regime se renova ou os tempos vindouros não serão prósperos... excepto, é claro, para o exército da mediocridade política.