TRUMP(A)

hoje é sábado 226. AS ROSAS

Juntar todas as rosas
do teu corpo
como quem despe a pessoa amada 
Como quem quer saber
e não entende
porque se morre de paixão rasgada 
Atar todas as rosas
do teu corpo
como quem prende o fogo que se abre 
Este crescido fulgor
que vara o tempo
e com lâmina de amor inventa o sabre
[HORTA, Maria Teresa, As palavras do corpo, D. quixote, Lisboa, 2012, pág. 204]

escrito por Carlos M. E. Lopes

0 comentário(s). Ler/reagir: