TRUMP(A)

UM DIA A OLHAR A BAÍA

Um dia a olhar a baía da varanda do 11ãndar. Como o teclado não é luso brinca-se com as ondas que se vê no a.
Um dia não é suficiente mas já ajuda bastante.
A baía. Maputo. Os portugueses e as suas colónias de mar feitas. De cidades no mar feitas.
E tanto mar ..
tanto

uma pessoa perde-se nele e encontra-se sem querer por querer... porque é assim o memorar. Para se encontrar nesse grão de areia misto de arrogância e fragilidade humana… de ego.
Ai o ego..
O ego, majestade de areia no mar...
No mar todos somos liberdade e amor e ternura.  e vontade magistral de ser de sophia de mello breyner andresen encarnados.
partir daqui a falar natureza.
e que natureza.

o mar.  a sophia.  e já sem dor.
escrito por mariana

0 comentário(s). Ler/reagir: