TRUMP(A)

NÃO SOMOS TODOS CHARLIE


Paris, daqui a pouco, também será o palco da hipocrisia; todos serão Charlie?

Em julho de 2013, Assunção Esteves, como já tinha acontecido noutras ocasiões, insurgiu-se contra as manifestações de desagrado, oriundas das galerias, onde o 'povo' costuma assistir aos 'trabalhos' de quem os representa(?!). Por várias vezes, por razões semelhantes, tem mandado expulsar as pessoas que, uma ou outra vez se insurgem contra as decisões aí tomadas.

Mas, nesta altura, resolveu, naquele que se transformou no episódio mais lamentável para a segunda figura do Estado (e para nós), convocar Simone de Beauvoir para qualificar os ocupantes do espaço popular:

Assunção Esteves não gostou dos protestos na Assembleia da República e ameaçou mudar as regras de acesso às galerias. Depois dos protestos, usou uma frase para resumir a situação.
Não podemos deixar, como dizia a Simone de Beauvoir, que os nossos carrascos nos criem maus costumes.
Hoje estará em Paris e, apesar dos 'inconseguimentos' conhecidos, é bem capaz de ter coragem bastante para desfilar e... ser 'Charlie'!

Os cartoonistas, barbaramente executados, vão, por certo, onde quer que estejam, satirizar a situação - e não serão meigos, estou certo!

escrito por Jerónimo Costa

4 comentário(s). Ler/reagir:

Ai meu Deus disse...

...uma razão forte para eu (hoje) não ser Charlie. Mas há outras, igualmente muito fortes, chamadas Passos Coelho, Merkel,... Uma lista mais completa está aqui: http://www.publico.pt/mundo/noticia/passos-coelho-e-assuncao-esteves-em-paris-na-marcha-contra-atentados-1681777

Anónimo disse...

A não ser questiúnculas de partidarite aguda - a vossa como a do sr Le Pen - uns por um extremo(a) outro por outro(a) - não sei o que tem a ver a manifestação de hoje com a Assunção, o Passos, a sra alemã e as manifestações sindicais das galerias do parlamento.
Coincidimos todos: há muita hipocrisia - tanto que ontem na Nigéria uma pequena criança foi lançada com uma bomba num mercado e causou muitas mais mortes que em França, como infelizmente acontece todos os dias por essas paragens e não há qualquer manifestação como a francesa.
mas não confundamos as coisas: já que pode haver uma manifestação por mais liberdade e tolerância, seja bem vinda... seja onde for. Os radicalismos são de toda a parte... e nós precisamos de bom senso.
A ideologia leva-os a confundir não raras vezes a "estrada da beira" com a "beira da estrada".

Ai meu Deus disse...

Caro/a anónimo /a,
Se tiver tempo para ler, deixo este link esclarecedor: http://actualidad.rt.com/ultima_hora/162915-foto-marcha-lideres-paris-generar-polemica


Anónimo disse...

Não tenho ilusões quanto á hipocrisia da coisa. o que está no link é assim mesmo. Muita parra, pouca uva. Até o seráfico Obama mandou á marcha apenas o embaixador.
Mas perante a barbaridade do atentado - mesmo que hoje já tenham ocorrido mais um bom par deles em locais distantes do ocidente e por isso longe da nossa vista e coração com muitas mais mortes de seres humanos tão humanos quanto os franceses, ou americanos, ou portugueses... mostrar alguma solidariedade, mesmo que hipócrita e porque não dizê-lo oportunista é prestar um bom serviço à humanidade.